Programa do curso de Análise de Conjuntura

Description
Programa do curso de Análise de Conjuntura

Please download to get full document.

View again

of 9
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Information
Category:

Calendars

Publish on:

Views: 6 | Pages: 9

Extension: PDF | Download: 0

Share
Transcript
    U NIVERSIDADE F EDERAL DO P ARANÁ   S ETOR DE C IÊNCIAS H UMANAS ,   L ETRAS E A RTES  –   SCHLA D EPARTAMENTO DE C IÊNCIAS S OCIAIS   EMENTA DE DISCIPLINA Codigo HC335 Carga Horária Disciplina Análise de Conjuntura Teóricas Práticas Estágio Total Ementa Análise de conjunturas políticas recentes no Brasil. Eventos políticos específicos e processos histórico-sociais. Periodização política e periodização econômica. A cena política, o mundo social e o campo do poder. Os agentes políticos, as instituições políticas e as ideologias políticas na cena política atual. Conflitos políticos e contradições sociais no interior de uma conjuntura concreta. 60 - - 60 Pré-Requ [cf. na grade] DOCENTE(S) Professor(a) Sérgio Braga Assist/Monitor VALIDADE Validade 1º semestre / 2018 Horário Qua: 7:30-11:30, Sala 1010 CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Objetivo Programa Conceituar princípios e dimensões da análise de conjuntura aplicada à ciência política. Apresentar principais metodologias utilizadas para análise de conjuntura aos alunos. Facilitar a compreensão da dinâmica dos acontecimentos políticos e econômicos em relação a conjunturas mais amplas. Debater temas da conjuntura política brasileira atual a partir de bibliografia e análises qualificadas. Conteúdo programático: Unidade 1) Elementos para uma análise de conjuntura - O que é uma análise de conjuntura - Principais elementos para uma análise de conjuntura - Análise política e construção de cenários Unidade 2) Exemplos de análises de conjuntura clássicas. - As análises clássicas de Tocqueville, Marx, Weber e Lenin sobre as revoluções burguesas e populares. - Análise de Weber sobre a conjuntura de guerra e pós-I geurra mundia (1914-1918). - Análises sobre os impasser da  terceira onda da democratização   e crise das ditaduras - Lições de crises: exemplos de análises de conjuntura brasileiras - Dejemonos de Farsas inutiles!: o debate sobre a crise do Estado Novo e o sucídio de Vargas. - Alternativas políticas e crise da democracia brasileira no período 1963-1964 Unidade 3) A conjuntura política brasileira contemporânea de uma perspectiva história. - O pós-1988 e o Brasil contemporâneo - Os governos Lula , o luliso  e as manifestações de junho de 2013. - Os debates nas redes sociais. - O governo Dilma, a crise política e o impeachment; posições sobre o evento na literatura e na mídia. - O governo Temer e as perspectivas para as eleições de 2018 Unidade 4) Laboratórios de análise de conjuntura e discussão do trabalho final. - O estudante deverá apresentar um projeto preliminar com os objetivos do trabalho e um trabalho final na forma de artigo escrito exercitando seus conhecimentos em análise política de conjuntura. Calendário Data Atividade Bibliografia obrigatória:    U NIVERSIDADE F EDERAL DO P ARANÁ   S ETOR DE C IÊNCIAS H UMANAS ,   L ETRAS E A RTES  –   SCHLA D EPARTAMENTO DE C IÊNCIAS S OCIAIS   Atividades Bibliografia Básica Bibliografia Complementar Formas de Avaliação Encontro 01, 28/02 - Apresentação do curso e da dinâmica de avaliação - O que é uma análise de conjuntura e uma agenda de reflexão sobre o atual processo político brasileiro - programa do curso Encontro 02, 07-03 - O que é uma análise de conjuntura - Como usar os recursos da internet para fazer análise de conjuntura - Cruz (2000) DIAP (2015); Betinho (várias edições): http://bi ly/2mqpARM; Oliveira (2014) - Braga et. al (2017). Encontro 03, 14-03 - Alguns exemplos de de análises clássicas de conjuntura; - Boito Jr. (1982); Hermes Lima (Lições da Crise); Santos (1964); Figueiredo (1991); Weber (1980) Encontro 04, 21-03 - As regras do jogo: elementos estruturais para a análise da conjuntura brasileira - O debate sobre a estabilidade e a qualidade da democracia brasileira no pós-1988 - Abranches (1988); Lamounier (1993); Palermo (1999); Saes (2017); Pereira et. al. (2017). Encontro 05, 28-03 - Das manifestações de  junho de 2013 à conjuntura do impeachment: cronologia e periodização da crise política - Nobre (2013); Santos (2013); Braga & Antunes (2014); Cervi (2015); Encontro 06, 04-04 - Lulismo: ascensão e queda - Fatores estruturais da crise política brasileira - Singer (2012); Boito Jr. (2013); Saes (2015); Anderson, P. (2017); Avzrtizer (2016) Encontro 07, 11-04 - O lulismo é um populismo? - Populismo e crise política na América Latina - Baquero (2010); Boito Jr. (2013); Ianni (1968); Paiva (2017) Encontro 08, 18-04 - As eleições de 2014 e a vitória de Dilma Roussef - Reis (2017); Amadeu (2014); Encontro 09, 25-04 - A eleição de Eduardo Cunha para a presidência da Câmara e o desenrolar da crise política - Limongi (2015); Melo (2016); Encontro 10, 02-05 - O processo de deposição de Dilma: a estratégia governista e o papel da imprensa - A visão do processo político pelas autoridades  judiciais - Motetzsohn (2016); Moro (2004); Braga (2018); Encontro 11, 08-05 - Midias sociais e ascensão da direita - Prudêncio (2014); Gallego (2017); Castro (2015); Santos (2015; 2016); Labic (2014); Moretzsohn (2016); - Velasco (2015); Vianna (2015)    U NIVERSIDADE F EDERAL DO P ARANÁ   S ETOR DE C IÊNCIAS H UMANAS ,   L ETRAS E A RTES  –   SCHLA D EPARTAMENTO DE C IÊNCIAS S OCIAIS   - O novo ativismo de direita e a emergência de novas lideranças políticas Encontro 12, 16-06 - Crise política e impeachment - A ação política e as estratégias dos atores políticos relevantes durante o processo de crise política e impeachment; - Melo (2016); Braga & Montrose (2017); Semer (2016); Amaral (2016); Peres (2018); Encontro 13, 23-05 - Foi golpe? - O goveo Tee: da esavidão  Lava Jato  - Bianchi (2016); Gomes (2017); Limongi (2015); Melo (2016); Avelar(2017); Santos & Guarnieri (2017); Carvalho (2016); Souza (2017). Encontro 14, 30-05 - As políticas governamentais do governo Temer e seus efeitos - Expectativas e estratégias dos atores políticos relevantes para o ano eleitoral de 2018 - Guimarães (2017); Fraser, (2017); Cardoso (2017); Escobar (2016); Miguel (2018); artigos na imprensa. Encontro 15, 06-06 - Tópicos sobre atual conjuntura. - Artigos da imprensa a serem selecionados Encontro 16, 13-06 - Tópicos sobre atual conjuntura. - Artigos da imprensa a serem selecionados Avaliação e média final: Participação nos seminários e tarefas em aula (0.3) + apresentação do pré-projeto do trabalho final (0.1) + trabalho final (0.6). A principal avaliação será um trabalho de final de curso, de cunho empírico, onde os alunos deverão aplicar os conhecimentos obtidos ao longo do curso e produzir um estudo baseado predominantemente em fontes de pesquisa coletadas na internet. Além disso, haverá uma avaliação intermediária onde o estudante entregará um resumo de seu trabalho final na forma de um pequeno projeto de pesquisa. Referências bibliográficas Abranches, Sérgio. (1988). Presidencialismo de coalizão: o dilema institucional brasileiro. Dados , v. 31, n. 1, p. 5-38, 1988. Almeida, Rodrigo. (2016). A sombra do poder. Os bastidores da crise que derrubou Dilma Rousseff. São Paulo: Leya. Alves, J. E. D. (2011). Análise de conjuntura: teoria e método. Instituto de Economia da UFRJ. Rio de Janeiro . Amadeu, S. (2014). O embate nas redes. Em Debate, Belo Horizonte, v.6, n.7, p.28-34, nov. 2014.  Anderson, P. (2011). O Brasil de Lula. Novos Estudos, 91, novembro, p. p. 23-52. Anderson, P. (2016). A crise no Brasil. Blog da Boitempo , 21 . Link     U NIVERSIDADE F EDERAL DO P ARANÁ   S ETOR DE C IÊNCIAS H UMANAS ,   L ETRAS E A RTES  –   SCHLA D EPARTAMENTO DE C IÊNCIAS S OCIAIS   Aron, R. (1968). A revolução inexistente; reflexões sobre a revolução de maio. Lisboa: Livraria Bertrand. Avelar, I. (2017). The June 2013 Uprisings and the Waning of Lulismo in Brazil Of Antagonism, Contradiction, and Oxymoron. Luso-Brazilian Review , 54 (1), 9-27. Avelar, I. (2017). A Response to Fabiano Santos and Fernando Guarnieri.  Journal of Latin American Cultural Studies , 26 (2), 341-350. Avritzer, L. (2016). Impasses da democracia no Brasil. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2016. Avritzer, L. (2017). The impeachment of Dilma Rousseff: introduction. Critical Policy Studies , 11 (3), 349-351. Avritzer, L. (2017). The Rousseff impeachment and the crisis of democracy in Brazil. Critical Policy Studies , 11 (3), 352-357. Avritzer, L., & Marona, M. C. (2014). Judicialização da política no Brasil: ver além do constitucionalismo liberal para ver melhor. Revista Brasileira de Ciência Política , 15 , 69. Baquero, M. (2010). Populismo e neopopulismo na América Latina: o seu legado nos partidos e na cultura política. Sociedade e Cultura , 13 (2). Bastos, P. P. Z. (2017). The rise and fall of dilma rousseff government and the 2016 coup: structural power, contradiction and ideology. Revista de Economia Contemporânea , 21 (2). Biahi, álvao. . O ue é u golpe de Estado. Blog Juho,  a.  logjuho.o./o -que-e-um-golpe-de-estado/) Boito Jr., A. (1982). O golpe de 1954: a burguesia contra o populismo. São Paulo: Brasiliense. (Tudo é História.) Boito Jr., A. (2005). A burguesia no governo Lula. Crítica Marxista, São Paulo, v. 21, p. 52-76, nov. Boito Jr., A. (2008). O governo Lula e a reforma do neoliberalismo. Revista Edusp, São Paulo, n. 34, p. 6-11, mai. Boito Jr., A. (2008). Cena política e interesse de classe na sociedade capitalista. Critica Marxista, 127-139. Boito Jr., A. (2013). O lulismo é um bonapartismo? Uma crítica às teses de André Singer. Critica Marxista. Boito Jr., Armando. (2017). A crise política do neodesenvolvimentismo e a instabilidade da democracia. Revista Lumen-ISSN: 2447-8717 , v. 2, n. 3, 2017. Boix, C. (1998). Political parties, growth and equality. Nova York: Cambridge University Press. Braga, R. (2013). As jornadas de junho no Brasil: Crônica de um mês inesquecível. Observatorio Social de  América Latina , 8 , 51-61. Braga, R. (2015).  A política do precariado: do populismo à hegemonia lulista . Boitempo Editorial. Braga, R; Antunes, R. (2014). Os dias que abalaram o Brasil  –  as rebelições de julho de 2013. Políticas Públicas, 41-47. Braga, S., Sampaio, R. C., Carlomagno, M. C., Vieira, F. A., Angeli, A. E., & Suhurt, J. F. A. (2017). Elei ̧̃ es online em tempos de  big data : M é todos e quest ̃ es de pesquisa a partir das elei ̧̃ es municipais brasileiras de 2016. Estudos em Comunicação , 1 (25). Braga, Sérgio.; Montrose, E. . Do questionamento da política econômica do governo Dilma à campanha pelo ?Impeachment Já?: a ação política das frações empresariais brasileiras nas mídias sociais na conjuntura recente. In: Carlo José Napolitano, Maximiliano Martín Vicente e Murilo César Soares. (Org.). Comunicação e Cidadania Política. 1ed.São Paulo: Cultura Acadêmica, 2017, v. 1, p. 127-159 Bresser-Pereira, L. C. Izquierda nacional y empresarios en América Latina. Nueva Sociedad, Buenos Aires, n. 202, p. 121-132, 2006. http://www.nuso.org/. Acesso em: 20/07/2006.    U NIVERSIDADE F EDERAL DO P ARANÁ   S ETOR DE C IÊNCIAS H UMANAS ,   L ETRAS E A RTES  –   SCHLA D EPARTAMENTO DE C IÊNCIAS S OCIAIS   Bresser-Pereira, L. C. (2015). Reindustrialização como projeto nacional. Le Monde Diplomatique Brasil. Outubro , 4-5. Bresser-Pereira, L. C. (2017). Depois do capitalismo financeiro-rentista, mudança estrutural à vista?. Novos Estudos , (107), 137. Carvalho, J. M. (2016). Um golpe é um golpe é um golpe é um golpe (ou não). Insight Inteligência, p. 28-35. Castro, Rogério .(2015). As raízes da escalada conservadora atual. Blog da Boitempo. Cervi, E. U. (2016). Transformaciones y mantenimientos de la demografía representativa brasileña entre 2013 y 2015: de las nuevas movilizaciones de la calle a los viejos frenos parlamentarios. In El Hilo de Ariadna en la Sociedad del Conocimiento  (p. 41). Chaisty, P., Cheeseman, N., & Power, T. J. (2018). Coalitional Presidentialism in Comparative Perspective: Minority Presidents in Multiparty Systems . Oxford University Press. Coutinho, Bruno et al. Populism and the people in Lula's political discourse: Bridging linguistic and social theory. Revista de Estudos da Linguagem , v. 25, n. 2, p. 681-710, 2017. Coutinho, C. N. (2010). A hegemonia da pequena política. Hegemonia às avessas: economia, política e cultura na era da servidão financeira. São Paulo: Boitempo , 29-43. Cruz, S. V. (2000). Teoria e método na análise de conjuntura. Educação & Sociedade, São Paulo, v. XXI, n. 72, p.145-152, ago. Cruz, S. V. (2015). Direita volver! O retorno da direita e o cenário político braisleir. São Paulo: Perseu Abramo. DIAP. (2015). Análise de conjuntura  –  como e porque faze-lo. Brasília-DF. Departamento de Assessoria Intersindical. Diniz, E. Empresário, Estado e Democracia: uma avaliação dos dois primeiros anos do governo Lula. Rio de Janeiro: UFRJ, 2005. 30 p. Trabajo presentado no Seminario: "La Esperanza venció el miedo? Una evaluación de los primeiros años del gobierno Lula en Brasil", promovido pelo Centro de Estudios Brasileños de la Universidad de Salamanca, entre os días 23 e 25 de fevereiro. Diniz, E., & Pereira, L. C. B. (2013). Os empresários industriais brasileiros depois do fim da hegemonia neoliberal. Texto para discussão FGV. Link para texto  Feres Jr., J; Miguel, L.; Barbarella, E. (2014). A mídia impressa na cobertura das manifestações de junho. Paper apresentado à Anpocs. Link para texto    Ferrari, C. M., de Oliveira, L. A., Martins, T. F., & Chaia, V. (2018). Campanha permanente e espetacularização política: análise das estratégias narrativas de João Doria (PSDB) na fanpage. LÍBERO. ISSN impresso: 1517-3283/ISSN online: 2525-3166 , 20 (40), 54-64. Figueiredo, A. C. (1993). Democracia ou reformas? Alternativas democráticas àcrise política. São Paulo: Paz e Terra. França, F. O., Goya, D. H., & de Camargo Penteado, C. L. (2018). User profiling of the Twitter Social Network during the impeachment of Brazilian President. Social Network Analysis and Mining , 8 (1), 5. França, F. O., Goya, D., & Penteado, C. C. (2018, January). Analysis of the Twitter Interactions during the Impeachment of Brazilian President. In Proceedings of the 51st Hawaii International Conference on System Sciences . Fraser, Nancy  –   á elei̧ão de Doald Tup e o fi do eoliealiso ogessista. Opea Mudi,  ja. 2017 (operamundi.uol.com.br/conteudo/geral/46163/a+eleicao+de+donald+trump+e+o+fim+do+neoliberalismo+progressista.shtml).
Related Search
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks