A LIÇÃO DE COLONIALISMO NA EXPOSIÇÃO COLONIAL DO PORTO, EM 1934

Description
A LIÇÃO DE COLONIALISMO NA EXPOSIÇÃO COLONIAL DO PORTO, EM 1934

Please download to get full document.

View again

of 1
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Information
Category:

History

Publish on:

Views: 4 | Pages: 1

Extension: PDF | Download: 0

Share
Tags
Transcript
  COLÓQUIO INTERNACIONAL CONHECIMENTO E CIÊNCIA COLONIAL Lisboa, 26-29 de novembro de 2013 Centro de Filosofia das Ciências da Universidade de Lisboa Centro de História do Instituto de Investigação Científica Tropical  A “LIÇÃO DE COLONIALISMO” NA EXPOSIÇÃO COLONIAL DO PORTO, EM 1934   Luísa Marroni Faculdade de Letras da Universidade do Porto luisa.marroni@sapo.pt; mlmarroni@gmail.com  Resumo  O tema desta comunicação é a I Exposição Colonial Portuguesa, realizada em 1934, na cidade do Porto, apresentada como estratégia de pedagogia cerimonial. Na comunicação enunciaremos a forma como a Exposição Colonial foi concebida, apresentando alguns dos diversos recursos usados ao serviço de um conhecimento científico acerca das colónias e abordaremos o papel do Boletim da Agência Geral das Colónias como um meio de propaganda e de perpetuação do exemplo. A Exposição arquitectada, na vegetação dos Jardins e Palácio de Cristal, foi preparada como uma viva «lição de colonialismo» em espaço público, urbano. Ensaio de ensinamento da “missão” “pedagógica”, “civilizadora” e de “assimilação” de Portugal, lição de progresso, modernização e desenvolvimento do País e do Governo. Experiência que envolveu, entre outras produções, a reconstituição da vida tradicional das diversas partes do império português e a exibição dos habitantes nelas aos visitantes, em «zoológicos humanos», ensaiando novas formas de (re) construir uma imagem do Outro a par da construção da imagem da vastidão territorial do país «Portugal não é um país pequeno». A exposição, na linha de sucessão de outras congéneres realizadas na Europa (Marselha, 1922, Antuérpia, 1930, e Paris, 1931), facilita a difusão de mensagens com duplo sentido: para dentro do país (a valorização da dimensão civilizadora do projecto colonial, a estabilidade social conseguida pelo “novo” Estado, a grande dimensão territorial de Portugal, a riqueza do país…) e, ainda, para o estrangeiro, para as outras potências coloniais (sobretudo para aquelas que disputavam o solo português), ensaiando mostras de inflexível defesa do projecto colonial ligado ao processo (e necessidade) de “educar” a população da metrópole para esse intento. Observada a Exposição Colonial Portuguesa de 1934 pelo ponto de vista de Schriewer (Schriewer, 2009)  –  que percebe a transformação da sociedade através do espaço público, firmando-se em mitos, cerimoniais e representações visuais, mudança feita de forma gradual no quotidiano das populações, com penetração na cultura e no sistema político e social  –  esta comunicação propõe-se anotar o conteúdo e as estratégias da pedagogia cerimonial utilizadas no espaço-tempo da Exposição Colonial do Porto, e o seu significado no seio de uma geração nacionalista que acontece, para a sobrevivência e reforço da ideia e política imperiais (século XX), base política e ideológica da construção de certa unidade nacional. Palavras-chave: Exposição Colonial Portuguesa; Pedagogia Cerimonial; “Boletim da Agência Geral d as Colónias ”  Maria Luísa de Castro Marroni , doutoranda em História, na Faculdade de Letras da Universidade do Porto, faculdade onde concluiu mestrado em História e Educação (pré Bolonha), em 2008. Licenciada em história, variante de História da Arte, pela Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, em 1997. Interessa-se por questões de educação colonial não formal (exposição colonial portuguesa). É técnica superior, do quadro único de pessoal dos serviços centrais, regionais e tutelados pelo Ministério da Educação e Ciência, desde 2000  
Related Search
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks